segunda-feira, 30 de maio de 2011

Sem título

Opto por este tipo de mensagem por uma simples razão, cada um dá a atenção que quer e a importância que entender, na altura mais oportuna. Para além disso, esta mensagem não se dirige apenas a jogadores ou equipa técnica, ou mesmo colegas de direcção, ou até mesmo adeptos, mas sim a todos que acompanharam o meu percurso à frente do departamento desportivo da Casa do Povo de Lavre. Apelido de departamento desportivo de Casa do Povo de Lavre e não de Grupo Desportivo de Lavre, porque esta última designação não existe e para os mais desatentos convém realçar que o nosso clube chama-se Casa do Povo de Lavre.
Com o repto lançado pelo Nuno Alves, ainda no Verão de 2006, considerei que seria a altura ideal para fazer algo pela terra que, embora não me tivesse visto nascer nem crescer, sempre despertou em mim um grande interesse e carinho, afinal de contas é a terra da minha família paterna.
Após a tomada de posse em Janeiro de 2007, os objectivos seriam pouco ambiciosos, ou não, para esse primeiro ano, ou seja, promover a prática desportiva e dar a conhecer ou consolidar o nome de Lavre através de alguns eventos, tais como Grande Prémio de Atletismo ou Passeio de BTT. Simultaneamente, nunca poderia esquecer a vertente financeira do departamento, já que sem dinheiro (recebemos o departamento com pouco mais de 100 €) projectos para o futuro nunca poderiam vir a acontecer. Sem dinheiro e sem rigor projectos que vieram a ser concretizados nunca poderiam ter sido materializados.
Em Setembro de 2007, surge então a oportunidade e o desafio do departamento desportivo da CPL assumir o futebol Lavrense, fruto do término de um ciclo na AJACPL. Como seria natural, a ambição de crescer nesta modalidade tornou-se mais evidente do que noutras, efeito do poder que o futebol tem junto das populações, o que é evidente!
Nas três primeiras épocas, as infra-estruturas arrogam o papel principal junto da direcção, já que havia uma enorme décalage entre a qualidade da equipa e a qualidade dos espaços. Todavia os resultados desportivos nunca foram postos em causa e durante essas três épocas os resultados foram assinaláveis, com realce para a presença numa meia-final e nuns quartos de final do Inatel de Santarém, somando-se um prémio disciplina.
Muitos euros foram investidos, para proporcionar aos “jovens” de Lavre e não só um espaço digno para a prática desportiva, muitos euros foram investidos para que o grupo de trabalho pudesse melhorar os seus resultados.
Desta forma, julgo que fica exposto, ainda que sucintamente, a velha máxima de que tudo na vida tem um princípio, um meio e um fim, sendo que o fim resulta na participação do Lavre numa competição que, até então, nunca tinha conhecido esta maravilhosa freguesia. Participação assinalável e histórica que marca o início do Lavre nas competições distritais e não o fim, como alguns julgavam que ia acontecer!
Com rigor, humildade e equilíbrio, o departamento desportivo da CPL, o nosso clube, está consolidado quer financeiramente quer desportivamente, tudo indicando que podemos vir a ter mais uma excelente época em 2011/2012.
Em primeiro lugar, para os meus colegas de direcção fica uma palavra de agradecimento pelo trabalho que desenvolveram nos projectos que conseguimos materializar e pela confiança que sempre depositaram em mim. Enfim, obrigado pelo tempo que me aturaram!
Aos atletas ficam uns simples parabéns carregados da emotividade que me caracteriza. No entanto, permitam-me acrescentar que no futuro é possível fazer mais e melhor, nós podemos fazer sempre melhor, os outros até podem ser superiores, contudo no fim a vitória tem que ser sempre vossa. “Pelo Lavre tudo, unidos venceremos!”
À equipa técnica o reconhecimento pelo trabalho competente que foi realizado durante todo este tempo. Foram, repito, foram o verdadeiro leme do grupo de trabalho a nível desportivo.
Por fim aos adeptos e ULTRAS, só uma palavra vos pode caracterizar “inigualáveis”. Foram um permanente íman para o sucesso deste grupo.

Um abraço a todos e muito obrigado pela oportunidade!
João Veiga

7 comentários:

LAVRE ORGULHO disse...

HABEMUS HOMEM !!!

Anónimo disse...

LAVRE: Uma forma de ser e estar! Orgulho em ser Lavrense!
Duas palavras: Fan tastico!
Pequenino dos Foros; FF facundes aka Fábio Dias
Kia KIa Kia

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

Já que ninguém te gaba, tens que te autogabar, ganda burro, a melhor coisa que fizeste foi sair do uniao

Ganso nº4 (eu assino) disse...

Pronto já os espertinhos andam aqui a mandar bocas.
Cheira me a azia não sei porque...

Lavre disse...

Joao, realmente a melhor coisa que fizeste foi vir para Lavre eles la naquele sitio nao merecem nada, de uniao so tem mesmo o nome !!! Obrigado mais uma vez . . .

Paulo Raposo ou foxis ou o mitico "cardoso" disse...

Grande João Grande Lavre! tive o prazer de me ligar ao lavre através do futebol onde de nada me arrenpendo, onde so tenho a agradecer por tudo o que la passei, lembro-me e orgulho-me de ter feito parte da equipa nas fases finais do inatel, e convictamente do valor de todos, sempre disse que lavre tinha grandes chances de participar no distrital. Este ano ficou provado e para o ano ha mais! Abraço a todos os lavrenses! ;)

ps: pre-epoca tou ai! ;)